Pesquise na » LAGOA «


Hoje faz 4 anos, lembro perfeitamente de todos os detalhes..a roupa, o perfume, o brinco, o pingente, o salto, o sorriso, a luz..depois o coração que parecia saltar do peito no momento do primeiro beijo, o vinho no canto do lábio, a lingua quente, a pressa em lhe ter minha, a noite mais longa e perfeita de toda criação, o bom-dia mais feliz que pode haver...

As vezes é difícil definir o 'Amor-Sentimento' em palavras, numa conversa com uma amiga pude traduzir um pouco do que sinto:

Lu:
*essa semana faço 4 anos c/Van
εïз Melåhel:
*queria ter essa sorte
Lu:
*em determinados assuntos o tempo não é nada
εïз Melåhel diz:
*isso foi deprimente
Lu:
*não não
*eu a amo como se estivessemos juntas a 1 mês..
*espero dela como se estivessemos juntas a 1 década..
*a admiro como se estivessemos juntas a 1 dia..
*dou minha vida por ela como se estivessemos juntas a 100 anos e nao pudesse respirar sem a presença dela!

Isso tudo não é muita coisa se comparado a verdade que vivemos, já passamos por tantas coisas boas e difíceis que até perdemos a conta. Uma coisa é fato..continua valendo a pena.

Amar é simples...é doação, não retribuição!

Faz de mim o que quiser!!!

Beijos ardentes, gemidos ao pé do ouvido. Já não aguentava mais de tanto tesão.
- "Então amor, vamos embora logo daqui, quero nossa cama quentinha". - ela ainda com a boca na minha finalmente concordou.
Nunca demorou tanto para o bendito ônibus ir do centro da cidade até a minha casa. Sentar alí do lado da minha linda e irresistível namorada sem poder tocá-la já estava ficando quase insuportável. Ela discretamente acariciava minha coxa e olhava para mim com um olhar de quem diz: "eu quero agora".
Finalmente chegamos em casa, fomos sem paradas para o quarto. Fechei a porta e fui logo tirando minha roupa e ela a dela. Nós estávamos tão excitadas que toda a parte da sedução foi esquecida. Peguei-a pela nuca e lhe beijei com voracidade, enquanto minha outra mão já acariciava-lhe o sexo. Ela me dava arranhões deliciosos nas costas, o que me deixava ainda com mais tesão. Deitamos na cama, eu por cima dela, comecei a beijar-lhe os seios, sugando os mamilos. Desci com a lingua pela barriga dela, enquanto ouvia-lhe gemer deliciosamente cada vez mais alto a medida que eu me aproximava do seu sexo.
Antes de sentir o gosto doce do sexo daquela linda mulher olhei-a nos olhos e dei-lhe um sorriso de como quem diz: "isso vai ser bom".
Mergulhei naquele sexo, beijando, sugando, lambendo, penetrando-a com a lingua, as vezes parava para ver as expressões daquela deusa que se entregava a mim. Seus gemidos, e seu gosto faziam meu corpo extremecer. Ela rebolava enquanto eu a saboreava e assim ela logo chegou ao orgasmo. Me puxou para cima e me beijou ainda querendo mais.
Entre beijos e caricias peguei na gaveta ao lado nosso mais novo brinquedinho e o coloquei. Ela me olhou com um sorriso, e ficou de quatro. Jogou os cabelos nas costas e disse:
- "Vem, faz de mim o que quiser!"
No mesmo instante eu a penetrei devagar, peguei-a pelos cabelos e comecei naquele movimento de vai e vem. Ela quase gritava de tanto tesão. Em pouco tempo o orgasmo veio novamente. Tirei o meu cinto, a virei de frente pra mim e deitei novamente sobre ela. Mas dessa vez, simplesmente dei um singelo beijo naquela mulher que com um grande sorriso nos lábios, enquanto recuperávamos o folego.